[SG] A Maravilhosa Mente de Jack: A Evolução Em Uma Casaca de Noz – Spore

Olá,

Para você que não me conhece, eu sou o Jack e sim! Sou viciado em games. O jogo que irei analisar hoje é o conhecido Spore. Desenvolvido pela Maxis Studios e distribuído pela EA Eletronics, foi lançado em 2008. É um jogo que simula a evolução de uma espécie e a sua interação  com o seu meio.

Vamos ao enredo:

SporeInicio
Como era de se esperar, não existe um enredo propriamente dito, visto que quem cria a história é você. O máximo que temos no jogo é um motivo para que haja vida no planeta que você escolheu. Quando o jogo se inicia, você precisa escolher um planeta. Nele vai cair um meteoro que abriga microbactérias. Só então o jogo começa.

Spore é baseado na teoria Darwinista sobre a evolução dos seres. Logo, você começa como uma simples célula e posteriormente se torna uma civilização. O jogo contém 5 fases de “evolução”.

A 1ª fase é a celular (com um gameplay inspirado em pac-man): nessa fase você é a mais simples criatura em um enorme mundo (poético, não?) nesse momento, você cria sua célula e define se ela é carnívora, herbívora ou onívora. As características que você define na fase celular vão acompanhar você pelas fases posteriores. Por exemplo: Se você coloca espinhos como forma de defesa para sua criatura, ela terá espinhos até a sua ultima fase. Toda fase de evolução tem uma barra que indica o quanto você precisa comer outra células (no sentido gastronômico), até sua barra de evolução atingir o máximo (isso se mantém nas outras fases). Ao evoluir, a sua célula passa para a fase “Criatura”.

A 2ª fase (criatura) tem um gameplay em mundo aberto, estilo MMORPG. Nele você não simplesmente come e cresce como era na fase celular. Você também pode interagir com outras criaturas, porém pode ser de forma boa ou ruim. Isso será definido pelo seu modo de jogo. SporeMeio
Exemplo: Se você for carnívoro, provavelmente não conseguirá ser tão amigável com outras espécies, podendo gerar inimigos que te acompanharão pelo resto do gameplay. Já se você for herbívoro, as chances de fazer amizade com outras espécies é maior, essas que serão seus aliados pelo resto do game. Tudo nessa fase pode influenciar o gameplay. Você pode criar inimigos pela vida toda, extinguir vilas, conseguir aliados leais… A gama de possibilidades é quase infinita. Nesse modo temos 2 tipos de criaturas “especiais”. Os Épicos e os Ladrões. Os épicos são monstros gigantes com HP enorme e difíceis de matar, já os ladrões, aparecem para matar você, nada mais. Ao final dessa fase, que é bem demorada, você evolui para a fase tribal. No decorrer dela, você precisa aumentar sua tribo, seja com semelhantes seus (reproduzindo com uma dança do acasalamento), ou agregando novas criaturas a seu bando.
A fase tribal adquire um gameplay similar a Age Of Empires. O jogo muda de MMORPG para RTS. Você precisa basicamente evoluir, construir suas coisas e como Darwin dizia, adaptar-se para perpetuar sua espécie.
Após isso, evolui para a fase da Civilização.

Essa fase adquire um gameplay semelhante a SimCity, administrando uma cidade e fazendo-a evoluir. Você pode controlar a cidade de 2 formas. Se você for agressivo (carnívoro) o controle será militar, se você for mais sociável (herbívoro) o controle será por meio da religião. Após esse estágio, você alcança o ultimo estágio, o espacial.
O jogo basicamente se torna de exploração espacial, você pode visitar planetas e até mesmo abduzir espécies para ajudar a sua raça.

SporeFim

Os gráficos de Spore são cartunizados, o que torna o jogo extremamente bonito até os dias de hoje. A ambientação é muito boa, mesmo variando de planeta para planeta.  A trilha sonora também é muito boa, dando uma ótima imersão, principalmente na fase espacial.
Spore é um ótimo jogo para Gamers Casuais, ou até mesmo para ser jogado de forma didática em escolas, despertando interesse em evolução nos alunos, que provavelmente não teriam esse tipo de interesse só assistindo aulas.
Eu daria a Spore a nota de 4.2, por ele poder ser usado de forma didática, fazendo com que as pessoas se interessem pela ciência.

Enfim, espero que vocês tenham gostado e adquirido certo conhecimento sobre o jogo.
Criticas, dúvidas, correções e até mesmo sugestões você pode enviar para meu e-mail:
jackspherageek@gmail.com

Um abraço e vida longa e prospera,
Jack

 

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>