[SG] A Maravilhosa Mente de Jack: Atari 2600 e o Crash de 83 – A História Dos Videogames.  

Olá!

Para você que não me conhece eu sou o Jack e…Sim! Sou viciado em games!!! Hoje não vou analisar nada para vocês, mas contar o começo da história dos joguinhos eletrônicos. Contarei para vocês a história do Atari 2600! Um dos primeiros consoles caseiros, que gerou inúmeros clássicos da Primeira Geração de videogames.

InicioAtari

Antes de começar com a história do console, contando a história e citando clássicos do Atari, tenho que esclarecer uma coisa: O Atari não foi o primeiro console caseiro com fitas intercambiáveis (que você troca a fita para alterar o jogo), mas sim o Odissey.

O Atari 2600 foi lançado em 1977 nos Estados Unidos, sendo um grande sucesso lá, chegando no Brasil oficialmente apenas em 83 (época em que o Nintendinho foi lançado), por conta das leis de proibição de importação que vigoravam no Brasil na época. Mesmo assim, nós não ficamos sem aqueles pixels lindos não! Na época, muitas empresas brasileiras começaram a copiar o Hardware do Atari, fazendo videogames “Clones” como o Dynavision e o Dactari. Isso ocorreu com oMeioAtari Nintendinho também, com o Phantom System. O Atari, então, começou a bombar no Brasil pela grande quantidade de jogos que ele tinha em sua biblioteca. Galaga, Space Invaders, Pitfall (considerado um dos mais icônicos, falando em Atari) e Adventure (o primeiro RPG dos consoles). Não podemos deixar de falar sobre o Enduro e o famoso e consagrado Pac-Man. Uma característica marcante do Atari é que a maioria das coisas que você fazia nele (além de jogar, claro), era mexer no Hardware do console e configurar ele para sua TV (configurando no canal 3 com uma faca de ponta…). Também podia configurar se sua TV fosse preta e branca (acreditem!!!!!).

Se aqui no Brasil as coisas iam bem, não se podia dizer o mesmo do mercado dos Estados Unidos…

Uma coisa que é importante sobre o Atari é que os games dele eram muito simples e geralmente infinitos, portanto era muito fácil programar um jogo para o Atari, com conhecimentos em programação, fazendo com que muitos jogos ruins chegassem ao mercado, saturando-o. A gota d’água disso foi o jogo do ET, que era (e ainda é) injogável e carrega o título de: “Pior Jogo da História”. A cereja no bolo dessa história foi a brilhante ideia da empresa do Atari, eles resolveram produzir mais jogos do que console em base instalada, pensando que o sucesso seria tanto que venderiam todas às copias rapidamente. Claro que essa ideia de merda não deu certo… O jogo, apesar de ter vendido 1.5 milhão de cópias, teve algo FimAtariem torno de 3 milhões de unidades encalhadas. Levando em consideração o investimento que a Atari fez para obter a licença do jogo e para a fabricação dos cartuchos, o prejuízo chegou a cerca de 100 milhões de dólares aos cofres da empresa, uma cifra astronômica para a época. Toda essa situação gerou o malfadado episódio do enterro dos cartuchos realizados pela Atari em alguns desertos dos Estados Unidos, sendo que um desses aterros foi localizado recentemente por uma equipe de escavadores durante a realização de um documentário financiado pela Microsoft e que irá ao ar para os usuários dos consoles Xbox. Isso gerou uma crise que quase acabou prematuramente com a indústria dos Videogames, até que a Nintendo veio com o Nintendo Enteirteriment System (NES ou Nintendinho para os íntimos), que revolucionou a indústria de Games, trazendo um videogame com um poder de processamento superior para a época e dividindo águas na indústria dos Games, mas isso fica para o próximo capítulo dessa série!!!

O Atari foi sem dúvidas um marco no inicio da história dos games, trazendo coisas muito boas para o mundo dos games como clássicos, mas também quase acabando com a indústria dos games.

Enfim, espero que vocês tenham gostado e adquirido certo conhecimento sobre os jogos.

Criticas, dúvidas, correções e até mesmo sugestões você pode enviar para meu e-mail:

jackspherageek@gmail.com

Um abraço e vida longa e prospera,

Jack