[SG] A Maravilhosa Mente de Jack: Bioshock

Olá! Para você que não me conhece eu sou o Jack e sim! Sou viciado em games. O game que irei analisar  hoje é o glorioso Bioshock, um jogo do estilo FPS, porém com uma pegada de terror e com plot twists a Sexto Sentido. O jogo foi desenvolvido e distribuído pela Irrational Games e pela 2K no ano de 2006.  Antes de falar sobre o começo do jogo, quando o protagonista cai na cidade, vale a pena contar a história dessa cidade submersa chamada Rapture.

Andrew Ryan, nascido em 1911 na Rússia, sob outro nome, era forte defensor da lógica individualista, acreditava piamente na meritocracia e repudiava fortemente o comunismo de seu país. Fugiu então para os Estados Unidos, com seu intelecto genial. Conseguiu muito dinheiro de forma rápida graças a isso. Na visão de Ryan, as pessoas só deveriam ganhar as coisas com sua meritocracia e aqueles que conseguiam seus objetivos de qualquer outra forma eram considerados parasitas por ele. A gota d’água para Ryan foi às bombas de Hiroshima e Nagasaki. Ele viu esse ato como um uso deturpado da ciência.

Um ano após o final da Segunda Guerra, foi dado início à construção de Rapture. Uma cidade subaquática localizada no fundo do Oceano Atlântico que ficou pronta em 1951. Então, Ryan convidou os maiores intelectuais de sua época para morar na cidade e aqueles que considerava dignos de levar a lógica do individualismo. Seu objetivo era criar uma sociedade onde “o artista não temerá o censor, o cientista não será limitado pela moralidade mesquinha, onde o grande não será limitado pelo pequeno.”  Ele queria uma forma de capitalismo extremamente radical, excluindo até mesmo a religião de sua cidade submersa.

Um dos lemas de Rapture era:  “Sem Deuses ou Reis. Apenas homens!”

MeioBioPor um tempo Rapture cresceu muito economicamente, além de possuir estabilidade política. Na visão de seu criador, a mais perfeita das utopias. Aqueles indivíduos fortes o suficiente poderiam prosperar sem medo, a alta-classe vivia seus anos dourados e várias descobertas científicas foram feitas, principalmente a descoberta do ADAM, uma substância encontrada em lesmas marinhas ao redor da cidade.

O ADAM possui o potencial de curar pessoas ou reestruturar o DNA humano, capaz de dar habilidades sobrenaturais a um indivíduo, produto que começou a ser comercializado com o nome Plasmid. Mas o sonho de Ryan tinha data de expiração. Vários foram os motivos de Rapture ruir, desde escolher quem iria varrer o chão daquela cidade, o que seria difícil já que lá só morava gente que o ego era maior do que a cabeça, até a substância ADAM gerando vicio nos cidadãos, deixando-os com aparência macabra.O icônico Big Daddy surgiu por conta disso.

A produção em larga escala de ADAM se dava de um modo macabro. O único jeito encontrado era inserir essas lesmas no estômago de crianças pequenas do sexo feminino (que ficaram conhecidas como Little Sisters — ou Irmãs Pequenas), e desse modo, fazendo-as ingerir o ADAM de corpos mortos. Para forçar meninas pequenas a realizar essa tarefa que seria considerada medonha e impraticável até por adultos, era realizada hipnose nessas garotas, que viam um mundo extremamente colorido e brilhante e acreditavam que os corpos na verdade eram anjos. Não bastando a crueldade realizada com essas crianças, ainda usavam presidiários como guardiões delas.Não simples guardiões, mas humanos que tiveram seus órgãos fundidos em trajes de mergulhador, suas vozes modificadas a ponto de impedir a fala normal e seu cérebro totalmente apagado, deixando-lhes apenas um objetivo, proteger as Little Sisters não importa como. Esses são os famosos Big Daddies.

Após esse Background, vamos ao jogo em si.

Você começa em um avião, viajando para algum lugar, quando de repente o mesmo cai no mar. Em meio ao desespero, você nada até um farol descobrindo a cidade de Rapture. Você tem apenas uma missão durante o jogo, fugir da cidade com a ajuda de Atlas (ele tem papel fundamental para o Plot do jogo), que curiosamente pede as coisas para você com muita educação, sempre iniciando com a frase “Would you kindly…” (Você poderia por obsequio), isso tem uma explicação Mind Fuck no final do jogo. O jogo contém dois finais, que são decididos com suas escolhas no jogo (matar ou salvar as Little Sisters que você encontra).

A jogabilidade de Bioshock é muito interessante e fluída. Você tem uma roda de armas, que vão desde chave de fenda, até crossbows e lança-chamas e uma roda de Plasmids. Os Plasmids são poderes adquiridos graças a substância ADAM (citada anteriormente). A ambientação do jogo é incrível, sendo escuro e tendo visibilidade do mar, deixando tudo muito sombrio, distópico e melancólico. Isso contribui muito com a aparição do Big Daddy, que para mim é uma sensação que nunca vou esquecer.

FimBioA trilha sonora é incrível, contribuindo muito para o clima do jogo. Bioshock faz você enfrentar desde Splicers (lembra-se dos cidadãos de Rapture?) até alguns dilemas morais, que acarretam em um final lindo e esperançoso, ou horrível e desiludido, sem falar do final que acaba com sua cabeça. Sério, depois de zerar esse jogo você tem que recolher seus miolos do teto. Eu dou a Bioshock 4.7/5.

Enfim, espero que vocês tenham gostado e adquirido certo conhecimento sobre o jogo. 

Dúvidas, críticas, correções e sugestões vocês podem enviar para o e-mail de contato e para me encontrar na rede  acesse:
contato@spherageek.com
Twitter: @JackSpheraGeek

jackspherageek@gmail.com

Um abraço,
Jack