Sem título4

[SL] Fazendo Quadrinhos em 7 Passos com Rapha Pinheiro: #04 Storyboard | Escrevendo Quadrinhos

Olá amigos do Spherageek! No quarto passo para fazer quadrinhos, conversamos sobre a montagem das páginas.
Essa é a parte mais desafiadora, a parte que vai exigir mais da sua capacidade de trabalhar com arte sequencial. Espero poder ajudar a desbravar essa etapa e enriquecer seu processo.
Nesse vídeo eu uso imagens do storyboard do meu quadrinho Salto que está em desenvolvimento para ilustrar alguns dos pontos.

 

 

Quer saber mais sobre meu trabalho? Aqui vai a lista de links úteis:

Meu Site:
https://www.raphapinheiro.com/

Facebook:
https://www.facebook.com/raphacpinhei…

Instagram:
https://www.instagram.com/raphacpinhe…

Twitter:
https://twitter.com/RaphaCPinheiro

cuca fresca2

[SC] As 05 melhores despedidas do cinema (prepare as lágrimas)

É muita emoção para um post só! Olá amigos do Sphera eu sou o Cuca Fresca e a pedido da nossa amiga Arita fiz um post mais sensível…kkk para mexer com o coração de vocês.

Elegi as seis melhores despedidas do cinema. São filmes de gosto geral, com mais apelo ao público feminino. Então vamos lá!! Não me culpem pelas lágrimas.

  1. Marley e Eu – a morte de Marley

2. A despedida entre ET e Elliot, em ET – o extraterrestre, em que o primeiro diz “Vem” e o segundo diz “Fica”

 

3. Despedida de Rosie e Alex – Simplesmente Acontece

4. Lou se despede de Will | Como Eu Era Antes de Você

5. Ghost do outro lado da vida | Sam e Molly

 

Quer se comunicar comigo? Deixa um alô aqui nos recadinhos ok? Abraços..
Cuca Fresca

images 20170313_063612[1]

[SL] A Metamorfose – Franz Kafka (Vídeo Resenha)

‘A Metamorfose’ é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante – o famoso Gregor Samsa – transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana – tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.

Sem título2

[SL] Fazendo Quadrinhos em 7 Passos com Rapha Pinheiro: #01 A ideia.

Olá amigos e amigas do Spherageek, com muita alegria iniciamos o mês de Abril trazendo às 4º feiras  uma série de vídeos do nosso grande amigo e excelente quadrinista Rapha Pinheiro. Já tivemos um encontro com ele no youtube onde abordamos uma série de informações sobre o tema e seus trabalhos.

Hoje iniciamos a série  “Fazendo Quadrinhos em 7 Passos” com o vídeo 01 falando sobre o primeiro passo para se fazer um quadrinho: A IDEIA.

Quer saber mais sobre meu trabalho? Aqui vai a lista de links úteis:

Facebook:
https://www.facebook.com/raphacpinhei…
Instagram:
https://www.instagram.com/raphacpinhe…
Twitter:
https://twitter.com/RaphaCPinheiro

Aquele abraço!

Sem título

[SL] Clube de Leitura e Escrita – Março : O Caçador de Pipas

|Olá amigos do Spherageek, fechamos o mês de Março com a resenha do livro escolhido: O caçador de Pipas.Veja nesse vídeo o nome do ganhador do mês e a indicação de leitura para o mês de Abril.

Ganhador do mês  de Março:
Fagner Santos – São Bernardo do Campo – SP
Aguarde nosso contato. Enviaremos o livro no prazo de 15 dias contando a partir de hoje.

|Clube de Leitura e Escrita – Video explicativo
https://www.youtube.com/watch?v=rfA17…

download (1)

[SG] Stone Age

Hello pessoas, olha eu aqui de novo, Laíse Lima do Boards e books, pra mais um review. Vamos falar de um jogo da categoria dos Eurogames (em breve farei um post explicando detalhadamente o que é isso). Um jogo de administração de recursos que reconta as desventuras da Idade da Pedra.

Ficha Técnica:
Editora: Rio Grande Games
Editora no Brasil: Devir
Numero de Jogadores: 2-4
Tempo de Jogo: 90min em média

História:
​Cada jogador representa uma tribo de homens das cavernas desejando prosperar sua vila, construindo cabanas e adquirindo progresso através de cartas especiais. Esses são os dois meios que concederão pontos de vitória para um jogador vencer no final da partida, mas para isso será necessário obter recursos para construção, sem falar na coleta de comida para alimentar o seu povo.

Fases do Jogo:
Alocação de trabalhadores: Em ordem, cada jogador escolhe uma das áreas abaixo para mandar seus trabalhadores. Depois que cada jogador escolheu uma área, o jogador que iniciou a rodada volta a escolher outra área disponível, caso ainda tenha trabalhadores. Isto é feito até que nenhum jogador tenha como alocar homens das cavernas nas áreas do tabuleiro.

  • Agricultura: Na fase de resolução aumentará em 1 a produção de comida automática daquele jogador.
  • Cabana do Amor: Na fase de resolução aumentará em 1 a quantidade total de homens das cavernas.
  • Campo de caça: Na fase de resolução o jogador rola um dado para cada trabalhador que colocou nessa área. Soma-se o valor dos dados e divide-se por 2 (arredondado para menos). Essa é a quantidade de comida obtida.
  • Floresta: Igual ao campo de caça, só que se obtém madeira e divide a soma dos dados por 3.
  • Poço de argila: Igual ao campo de caça, só que se obtém barro e divide a soma dos dados por 4.
  • Pedreira: Igual ao campo de caça, só que se obtém pedra e divide a soma dos dados por 5.
  • Garimpo: Igual ao campo de caça, só que se obtém ouro e divide a soma dos dados por 6.

imagesExemplo de extrativismo: No inicio da rodada, um jogador colocou quatro homens das cavernas na floresta. Na fase seguinte ele rola quatro dados e obtêm-se os valores de 1, 3, 4 e 6. Somam-se os dados e divide o valor por três (14/3 = 4, arredondado pra menos). O jogador obteve 4 madeiras.

  • Produção de ferramentas: Na fase de resolução obtém-se uma ferramenta. Durante a vez de um jogador, APÓS ele rolar os dados, ele pode gastar uma ou mais peças de ferramenta (ele não perde, apenas usa) para adicionar o seu valor impresso na rolagem. No exemplo acima, se o jogador tivesse uma ferramenta de valor 1, ele poderia usá-la para adicionar “1” ao valor total, antes de ser dividido. No caso, 14+1 = 15, que dividido por três (no caso da extração de madeira) rende cinco madeiras ao invés de quatro.
  • Construção de cabana: Cada cabana tem um custo em materiais na parte inferior da peça, enquanto no canto superior direito há o valor em pontos de vitória imediatos que ela concede. Na fase de resolução, se um jogador tiver os recursos necessários, ele paga e obtém a cabana e os pontos de vitória.
  • Compra de cartas de civilização: Ao ocupar uma carta de civilização com um trabalhador, na fase de resolução o jogador pode pagar o seu custo respectivo e ganhar esta carta. Toda carta tem dois benefícios. Na parte superior da carta mostra que benefício imediato o jogador recebe ao comprá-la, enquanto na porção inferior mostra que benefício de fim de jogo ele receberá. As cartas de civilização são vitais na estratégia! É possível um jogador estar bem atrás nos pontos de vitória durante uma partida para disparar no final do jogo se tiver uma boa combinação de cartas. Há dois tipos de bônus de fim de jogo. O primeiro tipo são as cartas que apresentam um multiplicador, que dão pontos de vitória baseados na quantidade de ferramentas, trabalhadores, cabanas ou agricultura. O segundo tipo são as cartas que tem um símbolo que tematicamente representa um avanço da civilização. Há 8 tipos de símbolo em Stone Age e um jogador recebe um bônus de pontos de vitória igual ao quadrado de símbolos diferentes (64 pontos no máximo).

IMG_0158

​Resolução das Ações: A fase seguinte consiste na resolução dos trabalhadores de cada jogador. O jogador vai retirando seus homens das cavernas do tabuleiro e resolvendo área por área, na ordem que quiser.​

​Alimentação da Tribo: Depois da resolução de ações, é hora de alimentar a tribo. Cada jogador precisa pagar 1 de comida por cada trabalhador que tiver. Caso falte 1 ou mais comidas, o jogador tem duas opções: ou paga a diferença que falta com recursos ou perde 10 pontos de vitória. Feito tudo isto, a rodada termina.

Fim de jogo

Stone Age termina de duas formas: ou quando se esgota uma das pilhas de cabanas que podem ser construídas ou quando não se consegue repor as cartas de civilização. Cada jogador então mostra as cartas que comprou, obtém-se os pontos de final de jogo de cada carta, além de receber 1 ponto de vitória por cada recurso (exceto comida) que sobrou em sua cartela. Quem conseguir o maior número de pontos de vitória, vence.

Estatísticas do Jogo:

​- Apelo a não boardgamers (moderado): O jogo tem uma arte bonita, peças atraentes e uma mecânica divertida, porém pode ser um pouco lento para quem não tem experiência com Board Games.

​- Complexidade (baixa): Stone Age é bastante simples em termos de regras e dinâmica.

​- Independente de idioma (não): E já existe o jogo na versão em português.

​- Achado no Brasil (sim): Você pode encontra-lo em lojas de Board Games modernos ou no site da própria editora.

​Preço (Justo): Um pouco caro, mas vale a pena o investimento. O jogo base sai por volta de R$280,00.

​Opinião: Um jogo leve, gostoso de jogar, que atrai não gamers e que tem uma mistura perfeita de tema e mecânica. ​

Links relacionados ao jogo:

Jogo disponível para androide: Clique aqui

Laíse Lima – Boards e books
Acompanhe pelas redes sociais:
Fanpage Boards e books – boardsebooks
Oficinas Lúdicas – oficinasludicas
Twitter: @lailima19
Instagram: @lailima19
Ludopedia: lailima19
Snapshat: lailima19
Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/1236487

sono

[SL] Dobradinha Literária: Sono | Haruki Murakami

“É o décimo sétimo dia que não consigo dormir.” Ela era uma mulher com uma vida normal. Tinha um marido normal. Um filho normal. Ela até podia detectar algumas fissuras nessa vida aparentemente perfeita, mas nunca chegou a pensar seriamente nelas. Até o dia em que deixou de dormir. Então o mundo se revelou. Um mundo duplo de sombras e silêncio; um mundo onde nada é o que parece. E onde ela não pode mais fechar os olhos.

título: SONO
título original: Nemuri.
isbn: 9788579623752
idioma: Português
encadernação: Capa dura
páginas: 120
ano de edição: 2015
edição: 1ª

 

olhos_vendados_espelho1-300x291

[SL] Boards e Books: Projeto Auto Imagem

Conheça este projeto.

Auto Imagem (Self Image) é um projeto anual muito legal de criar um vídeo expressando como nos vemos no momento. Foi criado pelo Eric Schneider.
Eric: https://goo.gl/OE0xpo
Self Image de 2016: https://www.youtube.com/watch?v=2bm4a…

 

Acompanhe pelas redes sociais:
Blog: http://boardsebooks.blogspot.com.br/
Oficinas Lúdicas – https://www.facebook.com/oficinasludicas
Fanpage Boards e books – https://www.facebook.com/boardsebooks
Twitter: https://twitter.com/lailima19
Instagram: http://instagram.com/lailima19
Ludopedia: http://www.ludopedia.com.br/usuario/l…
Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/1236487
Snapshat: lailima19

Zootopia - Pôster nacional_thumb[2]

[SC] Zootopia: Essa cidade é o Bicho! #EuNoOscar

Este ano a cerimônia do Oscar deu o que falar com suas trocas de cartões e piadinhas sem sentido. Mas não poderia deixar de parabenizar a academia pela excelente escolha desta fábula sobre a vida moderna que conseguiu desbancar os longas “Moana – Um mar de aventuras” e ” Kubo e as Cordas Mágicas” levando a estatueta de melhor longa de animação de 2016.

Sem dúvidas um prêmio indiscutível!

Sinopse: Judy Hopps é a pequena coelha de uma fazenda isolada, filha de agricultores que plantam cenouras há décadas. Mas ela tem sonhos maiores: pretende se mudar para a cidade grande, Zootopia, onde todas as espécies de animais convivem em harmonia, na intenção de se tornar a primeira coelha policial. Judy enfrenta o preconceito e as manipulações dos outros animais, mas conta com a ajuda inesperada da raposa Nick Wilde, conhecida por sua malícia e suas infrações. A inesperada dupla se dedica à busca de um animal desaparecido, descobrindo uma conspiração que afeta toda a cidade.

Este roteiro não se trata só sobre a temática de acreditar em um sonho. Traz críticas à sociedade, as nossas regras sociais e preconceitos de uma sociedade atual, “antenada”.

Judy, a coelha tinha o sonho de ser uma policial, mas de acordo com as regras deveria seguir sua familia numa vida na fazenda; Nick, a raposa, queria ser escoteiro, mas devido à exclusão e desconfiança que a sociedade impunha à sua “categoria”, sofre por ser fadado ao erro.

O que fazer? Que escolhas tomar? Eis um enredo sobre amizade, ética, e determinação (algo que algumas pessoas insistem em dizer ser demodê) kk

Curiosidades:

  • Em Zootopia, há um cartaz de Operação Big Hero (2014), no qual Baymax e Hiro voam sob os trilhos do trem.
  • A casa do Sr. Big é baseada em O Poderoso Chefão (1972). A entrada é trancada com uma corrente, o domicílio é modelado para parecer com a residência de Vito Corleone, e o escritório assemelha-se ao de Corleone. Os personagens principais, oficial Hopps e Nick, também são apresentados ao Sr. Big no dia do casamento de sua filha, que é como O Poderoso Chefão tem início.
  • Na cena do laboratório, os carneiros que entregam o café são chamados Walter e Jesse, referência aos personagens de Breaking Bad de mesmo nome.
  • O design de Nick Wilde é fortemente baseado na animação da Disney Robin Hood (1973), cujo personagem principal também é uma raposa.

 

 

5950847_orig

#EuNoOscar: Conheça os indicados para melhor Filme

1.   Imagem

Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva cidade, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

2.   Imagem

Interior do Texas, Estados Unidos. Toby (Chris Pine) e Tanner (Ben Foster) são irmãos que, pressionados pela proximidade da hipoteca da fazenda da família, resolvem assaltar bancos para obter a quantia necessária ao pagamento. Com um detalhe: eles apenas roubam agências do próprio banco que está cobrando a hipoteca. Só que, no caminho, eles precisam lidar com um delegado veterano (Jeff Bridges), que está prestes a se aposentar.

3.   Imagem

1961. Em plena Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial ao mesmo tempo em que a sociedade norte-americana lida com uma profunda cisão racial, entre brancos e negros. Tal situação é refletida também na NASA, onde um grupo de funcionárias negras é obrigada a trabalhar a parte. É lá que estão Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas que, além de provar sua competência dia após dia, precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA.

4.   Imagem

Baseado na aclamada e premiada peça teatral homônima. Um homem (Denzel Washington) que sonhava em se tornar um grande jogador de beisebol durante sua infância, acaba frustrado na vida como um catador de lixo.

 

5.   Picture

Quando seres interplanetários deixam marcas na Terra, a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista especialista no assunto, é procurada por militares para traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade.

 

6.    Imagem

Quando tinha apenas cinco anos, o indiano Saroo (Dev Patel) se perdeu do irmão numa estação de trem de Calcutá e enfretou grandes desafios para sobreviver sozinho até de ser adotado por uma família australiana. Incapaz de superar o que aconteceu, aos 25 anos ele decide buscar uma forma de reencontrar sua família biológica.

 

7.   Imagem

Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss (Abdrew Garfield) se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

8.   Imagem

Lee Chandler (Casey Affleck) é forçado a retornar para sua cidade natal com o objetivo de tomar conta de seu sobrinho adolescente após o pai (Kyle Chandler) do rapaz, seu irmão, falecer precocemente. Este retorno ficará ainda mais complicado quando Lee precisar enfrentar as razões que o fizeram ir embora e deixar sua família para trás, anos antes.

Fonte: Adoro Cinema

neurom

Desafio 2017: Clube de Leitura e Escrita C.L.E

Vamos iniciar 2017 com uma mega meta. Uma lista de 12  livros que receberam destaque no seriado Gilmore Girls ao longo dos quinze anos que a série esteve no ar. A lista está bem simplificada pois a série fez mais de 300 citações literárias.

Para participar basta enviar um email para:  clubedolivro@spherageek.com constando seu nome completo e email para contato.

Premiações:   O livro enviado em cada sorteio mensal será aleatório, ou seja, uma surpresa!! O moderador do grupo pode ser muito bonzinho nas escolhas para os prêmios… fique atento!

A cada mês será feito um sorteio de um livro SOMENTE PARA AQUELES QUE ENVIAREM  por email  suas observações de leitura. Mas preste atenção!!! Não vale enviar resenha pronta. Queremos sentir de vocês toda a emoção gerada durante a leitura do livro (lembrando que seu texto deve conter no mínimo 10 linhas).

Programação:    Ler 01 livro por mês da lista abaixo. A sequencia dos títulos foi organizada pelo moderador desta página.

Resultado do Sorteio: Sempre o último dia do mês corrente. O prazo para o envio do livro será de 15 dias. O código de rastreio será enviado por email. Caso o ganhador do mês não retorne o email com os dados para postagem de correios (aguardaremos somente 2 dias) será feito um novo sorteio.

Segue a lista abaixo e boa sorte

JANEIRO :  1984 – GEORGE ORWELL      

1984Winston, herói de ‘1984’, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que ‘só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade – só o poder pelo poder, poder puro.’

FEVEREIRO : ADMIRÁVEL MUNDO NOVO – ALDOUS HUXLEY

Admirável Mundo NovoUma sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos, na qual a mera menção das antiquadas palavras ‘pai’ e ‘mãe’ produzem repugnância. Um mundo de pessoas programadas em laboratório, e adestradas para cumprir seu papel numa sociedade de castas biologicamente definidas já no nascimento. Um mundo no qual a literatura, a música e o cinema só têm a função de solidificar o espírito de conformismo. Um universo que louva o avanço da técnica, a linha de montagem, a produção em série, a uniformidade, e que idolatra Henry Ford.

 

 

 

MARÇO: O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini

O Caçador de PipasO caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.

ABRIL:  A SANGUE FRIO – TRUMAN CAPOTE

A Sangue FrioFruto de investigação, feita ao longo de meses, esta obra combina a objetividade factual e os recursos da narrativa de ficção, contando a história da chacina da família Clutter e dos autores do crime, executados em 1965.

MAIO:  PARIS É UMA FESTA – ERNEST HEMINGWAY

Paris É Uma FestaO livro revela um Hemingway diferente. Em Paris, aos 22 anos, ele lê, pela primeira vez, clássicos como Tolstói, Dostoievski e Stendhal. Convive com Gertrude Stein, James Joyce, Ezra Pound, F. Scott Fitzgerald, figuras polêmicas e encantadoras para o jovem autor. A cidade e esses ‘companheiros de viagem’ deram-lhe nova dimensão do humano e maior sensibilidade para alcançar os seus dois objetivos primordiais na vida – ser um bom escritor e viver em absoluta fidelidade consigo próprio. Há, em ‘Paris é uma festa’, momentos de suave melancolia, alternados com outros de cortante, quase selvagem crueldade.

JUNHO : O CORCUNDA DE NOTRE DAME – VICTOR HUGO

O Corcunda de Notre DameA cigana Esmeralda dança em frente à catedral de Notre Dame. Ao redor da jovem e da igreja, circulam outros personagens inesquecíveis – como o cruel arquidiácono Claude Frollo, o capitão Phoebus, a velha reclusa Gudule e, claro, o disforme Quasímodo, o corcunda que cuida dos sinos da catedral. A edição traz o texto integral, notas explicativas e mais de 50 ilustrações originais.

 

 

 

 

JULHO: Pinóquio – Carlo Collodi

As aventuras de PinóquioApós o sucesso da edição especial e limitada de “As aventuras de Pinóquio”, com quase três mil exemplares vendidos em três meses, a Cosac Naify surpreende novamente os leitores com a famosa história do boneco de madeira, agora numa edição a preço mais acessível, mas igualmente primorosa e completa. Entre as novidades está uma capa inédita, em tom azul, que antecipa um dos pontos altos do livro: o traço refinado do artista Alex Cerveny.

Esqueça as adaptações em livro ou filme, que pasteurizam uma das histórias mais ricas e bem narradas da literatura. A tradução do texto integral de Ivo Barroso mantém o delicioso ritmo de folhetim associado a uma linguagem límpida do original. No posfácio inédito no Brasil de Italo Calvino, ele comenta a importância do livro: não é possível imaginarmos um mundo sem Pinóquio.

Nas ilustrações exclusivas, Alex Cerveny utilizou a técnica cliché verre, do final do século XIX (contemporânea ao livro), na qual se chamusca uma placa de vidro com uma vela e desenha-se rapidamente sobre esta superfície com um objeto pontiagudo. O resultado são imagens oníricas de um Pinóquio nunca antes imaginado.

 

 

AGOSTO:  A Sombra do Vento – Carlos Ruiz Zafón (O Cemitério dos livros esquecidos #1)

A Sombra do VentoNuma madrugada de 1945, em Barcelona, Daniel Sempere é levado por seu pai a um misterioso lugar no coração do centro histórico: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Lá, o menino encontra A Sombra do Vento, livro maldito que mudará o rumo de sua vida e o arrastará para um labirinto de aventuras repleto de segredos e intrigas enterrados na alma obscura da cidade, A busca por pistas do desaparecido autor do livro que o fascina transformará Daniel em um homem ao iniciá-lo no mundo do amor, do sexo e da literatura.
Numa narrativa de ritmo eletrizante que mistura gêneros como o romance de aventuras de Alexandre Dumas, a novela gótica de Edgar Allan Poe e os folhetins amorosos de Victor Hugo, Carlos Ruiz Zafón mantém o leitor em estado de contínuo suspense. Ambientada na Espanha franquista da primeira metade do século XX, entre os últimos raios de luz do modernismo e as trevas do pós-guerra, A Sombra do Vento é uma obra sedutora, comovente e impossível de largar. Uma grandiosa homenagem ao poder místico dos livros.

 

 

 

SETEMBRO:  O ILUMINADO – STEPHEN KING

O IluminadoJack Torrence consegue um emprego de zelador em um velho hotel, e acha que será a solução dos problemas de sua família – não vão mais passar por dificuldades, sua esposa não vai mais sofrer e seu filho, Danny, vai poder ter ar puro para se livrar de estranhas convulsões. Mas as coisas não são tão perfeitas como parecem – existem forças malignas rondando os antigos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança, e, inevitavelmente, um embate entre o bem e o mal terá de ser travado.

 

 

 

OUTUBRO :  UM CONTO DE DUAS CIDADES – CHARLES DICKENS

Um Conto de Duas CidadesConsiderado um clássico da literatura inglesa do século XIX, Um Conto de Duas Cidades, do romancista inglês Charles Dickens trata ao mesmo tempo da realidade da Inglaterra e da França revolucionária. As duas cidades em questão são Londres e Paris. O conto foi publicado em forma de folhetins durante os anos de 1858 e 1869. Dickens toma como ponto de referência a Revolução Francesa para apontar os problemas sociais e políticos da Inglaterra, pois temia que a história se repetisse em seu país enquanto escrevia o romance. A narrativa tem início em 1775, quando começam a germinar os movimentos que culminariam na Revolução Francesa em 1779. Em meio a grandes injustiças e abusos por parte da nobreza, os camponeses e artesãos conformam-se com as injúrias, sabedores de que o tempo da vingança está próximo.

NOVEMBRO: A Última Grande Lição: o sentido da vida – Mitch Albom

A Última Grande LiçãoCada um de nós teve na juventude uma figura especial que, com paciência, afeto e sabedoria, nos ajudou a escolher caminhos e olhar o mundo por uma perspectiva diferente. Talvez tenha sido um avô, um professor ou um amigo da família ? uma pessoa mais velha que nos compreendeu quando éramos jovens, inquietos e inseguros. Para Mitch Albom, essa pessoa foi Morrie Schwartz, seu professor na universidade. Vinte anos depois, eles se reencontraram quando o velho mestre estava à beira da morte. Com o contato e a afeição restabelecidos, Mitch passou a visitar Morrie todas as terças-feiras, tentando sorver seus últimos ensinamentos.

Durante quatorze encontros, eles trataram de temas fundamentais para a felicidade e a realização humana. Através das ágeis mãos de Mitch e do bondoso coração de Morrie nasceu esta obra, que nos transmite maravilhosas reflexões sobre amor, amizade, medo, perdão e morte. Com mais de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo, este livro foi o último desejo de Morrie e sua última grande lição: deixar uma profunda mensagem sobre o sentido da vida. Transmitida com o esmero de um aluno dedicado, esta comovente história real é uma verdadeira dádiva para o mundo.

 

DEZEMBRO : A VIDA SECRETA DAS ABELHAS – SUE MONK KIDD

TA Vida Secreta das Abelhasendo como pano de fundo os anos 1960, ‘A vida secreta das abelhas’ é uma história marcante sobre o poder feminino e o poder do amor. A adolescência de Lily Owens tem sido complicada. Ela não se lembra da morte da mãe, há mais de dez anos, e sua relação com o pai é mais que difícil. Em 1964, quando completa catorze anos, ela decide fugir junto com sua babá Rosaleen. Lily sai a caminho de Tiburon, a cidade que parece esconder alguma resposta sobre a vida de sua mãe. Chegando lá, ela e Rosaleen são acolhidas por três irmãs. Aos poucos, Lily descobre um mundo mágico de abelhas, mel e da Madona Negra. Com a ajuda das irmãs Boatwright – August, May e June -, Lily tenta desvendar sua história. Será que ela conseguirá enfrentar os demônios de seu passado e se tornar uma jovem independente?