Cinema

[SC] Lançamentos de Cinema – 18/05/2017

Filmes de ótima qualidade para esta semana! Aproveitem.

Rei Arthur – A Lenda da Espada (King Arthur, Guy Ritchie, Estados Unidos)

Collide (Eran Creevy, Reino Unido, Alemanha)

O Rastro (J.C. Feyer, Brasil)

A Vida Após a Vida (Zhang Hanyi, China)

Um Casamento (Mônica Simões, Brasil)

Más Notícias Para O Sr. Mars (Des Nouvelles De La Planète Mars, Dominik Moll, França, Bélgica)

Um homem de família (The Headhunter’s Calling, Mark Williams, EUA)

Real – o plano por trás da história (Rodrigo Bittencourt, Brasil)

Corra! (Get Out, Jordan Peele, EUA)

 

turismo

[SC] Questão de opinião: Microfranquia de turismo é opção para investir gastando menos?

A microfranquia, que tem limite de investimento inicial de R$ 85 mil”, explica José Rubens Rodrigues, diretor de microfranquias da Associação Brasileira de Franchising (ABF). No caso da franquia da Patrícia de Paula, a Clube Turismo, o investimento para abrir seu escritório em casa não chega a R$ 4 mil, mas é possível encontrar no site da ABF franquias com investimento de até R$ 10 mil nas áreas de estética e informática. “Mas o franqueado precisa fazer a sua parte, pois nem as franquias estão livres de riscos”, alerta José.

Cuidados ao investir no setor de turismo

 aeroporto-de-dourados-ms2Com o aumento do dólar e a incerteza na política do país, a tendência é que os gastos com viagens diminuam neste ano. Mas, se você pretende abrir uma franquia nesse ramo, existem maneiras de contornar esse quadro. “Antes de fazer o investimento, procure ter dinheiro para o capital de giro, que são os gastos necessários para manter o negócio rodando mesmo se você não fizer nenhuma venda. Essa quantia deve ser suficiente para bancar os custos de, no mínimo, três meses”, explica Marcelo Sinelli, consultor do Sebrae-SP. Isso significa que, na hora de comprar a franquia, é preciso levar em conta o investimento inicial e o dinheiro que você deverá usar para bancar os custos mesmo sem faturamento nenhum.

Quem vai trabalhar em casa deve considerar as contas que precisam ser pagas no final do mês, como o aumento do uso de telefone e internet, e a comissão cobrada mensalmente pela franqueadora. Além disso, prepare-se para ter um retorno do investimento em um prazo maior do que o prometido pela franqueadora, “pois o lucro deverá diminuir por conta do cenário financeiro atual”, alerta Marcelo.

Você tem perfil pra ser um franqueado?

O que devo me perguntar?

Quanto tempo posso dedicar ao negócio?
“Os primeiros dois ou três anos exigem muita dedicação do dono para que a franquia dê resultado. É preciso estar presente o tempo todo”, explica Marcelo Sinelli, do Sebrae-SP

Quanto dinheiro vou investir?
Não leve em conta somente o valor inicial. Coloque no papel outros custos, como as contas a ser pagas e as comissões cobradas pela franqueadora.

Eu tenho postura de empreendedor?
Isso significa ter autoconfiança, persistência e organização, além de flexibilidade para aceitar as regras impostas pela franqueadora. “Você não pode mudar o que quiser. Existe um padrão que todo franqueado deve seguir, concordando com ele ou não”, lembra Marcelo.

Fonte: Revista Sou mais eu

 

filme-it-a-coisa-2017-de-andres-muschietti-1484075577046_v2_1920x1080

[SC] Confira os trailers que mais estão bombando por aí

Olá amigos do sphera, eu sou o Sr. Cuca Fresca e hoje trouxe alguns trailers de futuros lançamentos  que estão bombando por aí. Estou ansioso para conferir especialmente a Torre Negra e os Defensores. Não podemos esquecer também das séries temáticas como House of Cards. Confere aí e deixe nos comentários sua sugestão ok?

A Torre Negra

Sinopse: Um pistoleiro chamado Roland Deschain (Idris Elba) percorre o mundo em busca da famosa Torre Negra, prédio mágico que está prestes a desaparecer. Essa busca envolve uma intensa perseguição ao poderoso Homem de Preto (Matthew McConaughey), passagens entre tempos diferentes, encontros intensos e confusões entre o real e o imaginário. Baseado na obra literária homônima de Stephen King.

Título original: The Dark Tower
Elenco: Idris Elba, Matthew McConaughey, Tom Taylor (IV)
Lançamento previsto: 27 de julho

Os Defensores – Marvel

Sinopse: A série Marvel – Os Defensores reúne Demolidor (Charlie Cox), Jessica Jones (Krysten Ritter), Luke Cage (Mike Colter) e Punho de Ferro (Finn Jones). Quatro heróis extraordinários com um objetivo comum – salvar Nova York. A saga de personagens solitários atormentados por angústias particulares, mas que percebem como podem ser mais poderosos quando lutam juntos. A série original da Netflix tem estreia mundial em 18 de agosto.

Título original: The Defenders
Elenco: Charlie Cox, Krysten Ritter, Mike Colter
Lançamento previsto: 2017

It a Coisa

Sinopse: Um grupo de sete adolescentes de Derry, uma cidade no Maine, formam o auto-intitulado “Losers Club” – o clube dos perdedores. A pacata rotina da cidade é abalada quando crianças começam a desaparecer e tudo o que pode ser encontrado delas são partes de seus corpos. Logo, os integrantes do “Losers Club” acabam ficando face a face com o responsável pelos crimes: o palhaço Pennywise.

Elenco: Bill Skarsgård, Jaeden Lieberher, Finn Wolfhard
Lançamento: 2017

 

House of Cards | 5 Temporada

O vídeo apresenta uma série de cenas de impacto, revelando a maneira como Frank Underwood (Kevin Spacey) e Claire Underwood (Robin Wright) mostram-se unidos publicamente, apesar de o casal enfrentar uma crise nos bastidores. A intenção é se manter no poder, o máximo possível.

 

Cinema

[SC] Lançamentos de Cinema – 04/05/2017

Olá Geeks! Vamos renovar os ares desta semana com as estreias de cinema ?

 

Ninguém entra ninguém sai (Hsu Chien, Brasil)

Melhores Amigos (Little Men, Ira Sachs, EUA)

Rock Dog – No faro do sucesso (Rock dog, Ash Brannon, China, EUA)

Mimosas (Oliver Laxe, França, Marrocos, Espanha)

Norman – Confie em Mim (Norman: The Moderate Rise and Tragic Fall of a New York Fixer, Joseph Cedar, EUA)

A Autópsia (The autopsy of Jane Doe, André Øvredal, Reino Unido, EUA)

Sobre Viagens e Amores (L’estate Adosso, Gabriele Muccino, EUA, Itália)

A Filha (The Daughter, Simon Stone, Austrália)

Clash (Eshtebak, Mohamed Diab, Egito, França)

images

[SG] SpheraBoards – Jogos Cooperativos

 

Fala pessoas, Laíse do Boards e books (B&B) de volta pra falar mais sobre Jogos de Tabuleiro, e hoje é dia de TOP 5! Muitos conhecem os clássicos jogos de guerra, ou até mesmo os jogos 1X1 como o xadrez e os investigativos detetive e Scotland Yard, todos eles competitivos. Mas claro Laíse, jogos não são feitos para serem competitivos…? Não necessariamente!

Nesse TOP 5 mostrarei para vocês meus boards cooperativos favoritos. Mas antes, vamos a uma resumida explicação do que são os Jogos de Tabuleiro cooperativos. Nestes os jogadores trabalham juntos para atingirem um objetivo em comum, a cooperação toma o lugar da competição e tipicamente os participantes jogam contra o jogo em si ao invés de uns contra os outros…Então, vamos ao Ranking?!!

 

Lugar – Elder Sign

Elder Sing Um jogo da linha especial para os fãs de Lovecraft! É um jogo de dados sobre intrigas sobrenaturais, criado por Richard Launius e Kenvin Wilson, para 1 a 8 jogadores. Os Jogadores assumem o papel de investigadores correndo contra o tempo para evitar o eminente retorno de O Antigo. Os investigadores devem colocar em teste sua sanidade e energia enquanto se aventuram para encontrar os Sinais Antigos (Elder Signs), os símbolos místicos usados para selar O Antigo e ganhar o jogo.

Para localizar os Elder Signs, investigadores devem suportar as aventuras no museu e seus arredores. Uma mecânica de contagem regressiva faz com que O Antigo apareça caso os investigadores não sejam rápidos o suficiente. Se isso acontecer, os investigadores deverão lutar contra O Antigo e não será uma batalha fácil.

O jogo dura de 60 a 120 minutos e é de fácil assimilição, contando com a clássica mecênica geralmente presente nos cooperativos: personagens com habilidades individuais. Não subiu muito no ranking, pois o fator sorte presente na rolagem de dados pode ser um fator determinante para a frustração de alguns jogadores.

 

Lugar Zombicide: Black Plague

 Zombicide Black Plague

Lançado aqui no Brasil em 2016 pela Galápagos Jogos, Zombicide: Black Plague leva o apocalipse zumbi para um cenário medieval! Os poderes arcanos dos Necromantes desencadearam uma invasão de zumbis na idade das espadas e feitiçaria, e cabe ao grupo de sobreviventes ficarem vivos, ter de volta o reino e punir os responsáveis pelo Apocalipse!

Os jogadores podem assumir o controle de paladinos, anões, cavaleiros e magos, empunhando espadas poderosas, bestas e, até mesmo, magias para derrotar as hordas de zumbis e seus senhores Necromantes. Black Plague é uma adaptação do já conhecido Zombicide, porém suas regras clássicas foram renovadas, mantendo a ação ininterrupta, clima tenso e fácil aprendizado.

 

Lugar – Eldritch Horror

Eldrith Horror

Pode parecer redundante, mas sim, sou fã de Lovecraft, e lógico, dos jogos que trazem seus mitos. A linha de jogos inspirados nos mitos de Lovecraft é vasta e nos trazem suas histórias com todo o clima sombrio e estranho, característico do escritor. Eldritch Horror é um irmão moderado do Elder Sing, já mencionado anteriormente, e possui total imersão nos escritos de Lovecraft, as cartas que compõem o jogo contém, muitas vezes, trechos dos próprios contos e mitos. Um universo inspirador que promete muitas horas de diversão. Muito mais desafiador  que o Elder Sing, mas talvez não tão rápido, e não tem a sorte como fator tão determinante.

Lugar – Robinson Crusoé: Adventure on the Cursed Island

Robinson Crusoe

Já mencionei ele em um dos TOP 5 aqui do Sphera, mas preciso falar de novo. Robinson Crusoé: Adventure on the Cursed Island, criado por Ignacy Trzewiczek, transporta os jogadores para uma ilha deserta, onde eles serão os sobreviventes de um naufrágio confrontados por uma aventura extraordinária. Os jogadores serão confrontados com os desafios da construção de um abrigo, encontrar comida, lutar contra animais selvagens, e se proteger das mudanças climáticas. Construção de muros em torno de suas casas, a domesticação de animais, a construção de armas e ferramentas e muito mais esperam por eles na ilha. Os jogadores decidem em qual direção o jogo vai se desenrolar e – depois de várias semanas de muito trabalho no jogo – como será sua adaptação na ilha. Este é um jogo cooperativo de 1 à 4 jogadores. O mais interessante, é que no modo solo o jogador pode controlar o cachorro e o Sexta-Feira, personagens icônicos do livro!

 

Lugar – Pandemic

Pandemic

Lógico, não posso deixar de falar do meu xodó, e colocá-lo em primeiríssimo lugar!!! Em Pandemic, várias doenças virulentas eclodiram simultaneamente em todo o mundo! Os jogadores combatem a doença, assumindo o papel de especialistas cuja missão é tratar os focos enquanto pesquisam a cura para cada uma das quatro pragas.

O tabuleiro do jogo mostra vários grandes centros populacionais na Terra. Em cada turno, um jogador pode utilizar até quatro ações para viajar entre cidades, tratar populações infectadas, descobrir uma cura, ou construir uma estação de pesquisa. Tomando um papel único dentro da equipe, os jogadores devem planejar a sua estratégia para combinar suas forças de especialistas, a fim de curar as doenças. Se uma ou mais doenças se espalha além da recuperação ou se decorrido muito tempo, todos os jogadores perdem. Se curarem as quatro doenças, todos eles ganham! Nunca pensei que um jogo sobre medicina e ciência seria tão divertido, mas não canso de jogar o Pademic…É sempre uma experiência diferente!

 

Esse foi nosso terceiro TOP 5! Quem quiser mais, diz ai o que deseja ver por aqui! E não esquece de me acompanhar nas redes sociais, tamo junto!! E vamo que vamo!!

 

Laíse Lima – Boards e books

Acompanhe pelas redes sociais:
Fanpage Boards e books – boardsebooks
Oficinas Lúdicas – oficinasludicas
Twitter: @lailima19
Instagram: @lailima19
Ludopedia: lailima19
Snapshat: lailima19
Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/1236487

Cinema

[SC] Lançamentos de Cinema – 20/04/2017

Olá Geeks! Eis os lançamentos da 7º arte para esta semana.

 

Gostosas, lindas e sexies (Ernani Nunes, Brasil)

Paixão Obsessiva (Unforgettable, Denise Di Novi, EUA)

Vida (Life, Daniel Espinosa, EUA)

Paterson (Jim Jarmusch, EUA)

O Sonho de Greta (Girl Asleep, Rosemary Myers, Austrália)

Joaquim (Marcelo Gomes, Brasil, Portugal)

O Profeta das Águas (Leopoldo Nunes, Brasil)

Sem título

[SL] Fazendo Quadrinhos em 7 Passos com Rapha Pinheiro: #03 – A Sinopse | Escrevendo Quadrinhos

Olá amigos e amigas do Spherageek, com muita alegria que neste mês de Abril trago às 4º feiras  uma série de vídeos do nosso grande amigo e excelente quadrinista Rapha Pinheiro. Já tivemos um encontro com ele no youtube onde abordamos uma série de informações sobre o tema e seus trabalhos.

Hoje na série  “Fazendo Quadrinhos em 7 Passos” com o vídeo 03 falando sobre a Sinopse.

 

 

Quer saber mais sobre os trabalhos do Rapha? Aqui vai a lista de links úteis:

Facebook:
https://www.facebook.com/raphacpinhei…
Instagram:
https://www.instagram.com/raphacpinhe…
Twitter:
https://twitter.com/RaphaCPinheiro

Aquele abraço!

1317676709818

[SC] Lançamentos do Cinema: 06/04/2017

Olá amigos e amigas do Spherageek, iniciando as atividades do mês, segue a lista dos lançamentos de cinema para esta semana. Não esqueça da boa e velha pipoca, o refrigerante e uma deliciosa barra de chocolate para acompanhar estas emocionantes histórias.

 

A cabana (The shack, Stuart Hazeldine, EUA)

Despedida em grande estilo (Going in style, Zach Braff, Estados Unidos)

Cães Selvagens (Dog eat dog, Paul Schrader, EUA)

Os Smurfs e a vila perdida  (Get Smurfy, Kelly Asbury, Estados Unidos)

Todas as Manhãs do Mundo (Lawrence Wahba, Tatiana Lohmann, Brasil)

Argentina (Zonda – folclore argentino, Carlos Saura, Espanha, Argentina, França)

Por trás do céu (Caio Sóh, Brasil)

Dolores (Juan Dickinson, Argentina)

 

sono

[SL] Dobradinha Literária: Sono | Haruki Murakami

“É o décimo sétimo dia que não consigo dormir.” Ela era uma mulher com uma vida normal. Tinha um marido normal. Um filho normal. Ela até podia detectar algumas fissuras nessa vida aparentemente perfeita, mas nunca chegou a pensar seriamente nelas. Até o dia em que deixou de dormir. Então o mundo se revelou. Um mundo duplo de sombras e silêncio; um mundo onde nada é o que parece. E onde ela não pode mais fechar os olhos.

título: SONO
título original: Nemuri.
isbn: 9788579623752
idioma: Português
encadernação: Capa dura
páginas: 120
ano de edição: 2015
edição: 1ª

 

Apenas Um Garoto 5950847_orig

#EuNoOscar: Conheça os indicados para melhor Filme

1.   Imagem

Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva cidade, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

2.   Imagem

Interior do Texas, Estados Unidos. Toby (Chris Pine) e Tanner (Ben Foster) são irmãos que, pressionados pela proximidade da hipoteca da fazenda da família, resolvem assaltar bancos para obter a quantia necessária ao pagamento. Com um detalhe: eles apenas roubam agências do próprio banco que está cobrando a hipoteca. Só que, no caminho, eles precisam lidar com um delegado veterano (Jeff Bridges), que está prestes a se aposentar.

3.   Imagem

1961. Em plena Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética disputam a supremacia na corrida espacial ao mesmo tempo em que a sociedade norte-americana lida com uma profunda cisão racial, entre brancos e negros. Tal situação é refletida também na NASA, onde um grupo de funcionárias negras é obrigada a trabalhar a parte. É lá que estão Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), grandes amigas que, além de provar sua competência dia após dia, precisam lidar com o preconceito arraigado para que consigam ascender na hierarquia da NASA.

4.   Imagem

Baseado na aclamada e premiada peça teatral homônima. Um homem (Denzel Washington) que sonhava em se tornar um grande jogador de beisebol durante sua infância, acaba frustrado na vida como um catador de lixo.

 

5.   Picture

Quando seres interplanetários deixam marcas na Terra, a Dra. Louise Banks (Amy Adams), uma linguista especialista no assunto, é procurada por militares para traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade.

 

6.    Imagem

Quando tinha apenas cinco anos, o indiano Saroo (Dev Patel) se perdeu do irmão numa estação de trem de Calcutá e enfretou grandes desafios para sobreviver sozinho até de ser adotado por uma família australiana. Incapaz de superar o que aconteceu, aos 25 anos ele decide buscar uma forma de reencontrar sua família biológica.

 

7.   Imagem

Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss (Abdrew Garfield) se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.

8.   Imagem

Lee Chandler (Casey Affleck) é forçado a retornar para sua cidade natal com o objetivo de tomar conta de seu sobrinho adolescente após o pai (Kyle Chandler) do rapaz, seu irmão, falecer precocemente. Este retorno ficará ainda mais complicado quando Lee precisar enfrentar as razões que o fizeram ir embora e deixar sua família para trás, anos antes.

Fonte: Adoro Cinema

5950847_orig

#EuNoOscar: Confira os indicados a melhor diretor no Oscar 2017

Olá meus amigos, não deixem de acompanhar este termômetro do Oscar 2017 aqui no Sphera. Já lançamos artigos sobre melhor atriz, ator e agora melhor diretor. Amanhã teremos a lista dos indicados de melhor filme.

Fiquem atentos e não deixem de usar a nossa #EuNoOscar para acompanharmos os palpites de vocês em suas postagens nas redes sociais.

 

Imagem    Barry Jenkins  – “Moonlight: Sob a Luz do Luar”

É um cineasta norte-americano formado em Cinema e Artes Visuais pela Universidade do Estado da Flórida, em Tallahassee, e iniciou sua carreira com Medicine for Melancholy (2008), trabalho que lhe rendeu indicações para grandes premiações do mundo do cinema, como o Gotham Awards, em 2008, e o Independent Spirit Awards, em 2009.

Oito anos depois, Barry retorna às telonas com o longa-metragem Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016). O filme, que é uma adaptação do livro de Tarell Alvin McCraney, foi elogiado pela crítica especializada e indicado a oito categorias do Oscar 2017, inclusive de melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro adaptado. O segundo filme assinado pelo diretor também rendeu dezenas de nomeações e já carrega um Globo de Ouro.

Imagem    Damien Chazelle – “La La Land: Cantando Estações”

É um cineasta norte-americano que aos 32 anos de idade já foi considerado um prodígio de Hollywood pelos filmes Whiplash – Em Busca da Perfeição (2014) e La La Land – Cantando Estações (2016).
A carreira de Chazelle deu o primeiro passo no mundo da sétima arte com o musical Guy and Madeline on a Park Bench (2009), mas foi com Whiplash – Em Busca da Perfeição (2014) que a carreira do diretor tomou um novo rumo. Apesar de o roteiro do longa só ter ganhado maior visibilidade após sair na Black List 2012, o filme não demorou a ser aclamado pela crítica especializada e ganhou diversos prêmios.
Em 2016, o musical La La Land – Cantando Estações (2016) consolidou a posição de Damien Chazelle como um diretor renomado. Somente no Globo de Ouro, o longa bateu o recorde de filme que mais venceu prêmios na cerimônia, levando sete estatuetas.

 

Imagem    Kenneth Lonergan – “Manchester à Beira Mar”

Nascido em Nova York em 1962, o roteirista e diretor Kenneth Lonergan tem poucas produções em seu currículo, mas já coleciona boas avaliações da crítica e público por algumas produções, como é o caso de Manchester à Beira-Mar (2016), que dirigiu e roteirizou, e recebeu seis indicações no Oscar 2017.

Seu primeiro trabalho com relevância como roteirista foi na comédia Máfia no Divã (1999), estrelada por Robert De Niro e Billy Crystal. Um ano depois, em 2000, foi a vez de Lonergan colocar a mão na massa e dirigir seu primeiro filme, o drama Conte Comigo, protagonizado por Laura Linney e Mark Ruffalo (com quem repetiu a parceria anos depois, em Margaret, de 2011). Nas duas produções, curiosamente, o diretor também atua, fazendo pequenas aparições.
Foi roteirista de mais algumas produções em seguida, como da animação As Aventuras de Alceu e Dentinho (2000), no drama histórico de Martin Scorsese Gangues de Nova York (2002), além de Wild Oats (2016), comédia com Shirley MacLaine e Jessica Lange.  Entre as categorias em que Manchester à Beira-mar foi indicado no Oscar, estão: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (por Casey Affleck), Melhor Ator e Atriz Coadjuvante (por Lucas Hedges e Michelle Williams), e Melhor Roteiro Original.

Imagem  Mel Gibson – “Até o Último Homem”

Nascido em Peekskill, Nova York, em 1956, o ator, produtor e diretor de cinema norte-americano é o 6º filho de um total de 11 do casal Hutton Gibson e Anne Patricia. Considerado uma dos principais rostos dos grandes filmes de ação produzidos nos anos 1980 e 1990, Gibson teve seu primeiro papel de destaque na famosa franquia Mad Max (1979). No mesmo ano, também fez uma aparição no drama australino Tim – Anjos de Aço, dirigido por Michael Pate.    Sua aparência física, considerada uma mistura de Clark Gable e Humphrey Bogart no ínicio de sua carreira, foi responsável pela escalação do ator para franquias que se tornariam grande sucesso de público, sendo uma das maiores a série de filmes Máquina Mortífera (1987), Máquina Mortífera 2 (1989), Máquina Mortífera 3 (1992) e Máquina Mortífera 4 (1998).

Porém, antes disso, protagonizou também as sequências de Mad Max, intituladas Mad Max 2 – A Caçada Continua (1981) e Mad Max – Além da Cúpula do Trovão (1985). Em 1981, fez o papel de Frank Dunne no drama histórico Gallipoli e, no ano seguinte, foi responsável por dar vida a Guy Hamilton no longa O Ano Que Vivemos em Perigo (1982).   Em 1984, protagonizou ao lado de Anthony Hopkins a aventura Rebelião em Alto-Mar e fez par com Diane Keaton em Mrs. Soffel – Um Amor Proibido. Com Michelle Pfeiffer e Kurt Russel, completou o elenco do eletrizante Conspiração Tequila (1988). Entrando na década de 1990 querendo mudar seu espectro de personagens, ele expandiu e variou seu tipo de atuação na adaptação do drama shakespeariano Hamlet (1990), com Glenn Close e Alan Bates, e também nas comédias Air América – Loucos Pelo Perigo (1990) e Eternamente Jovem (1992).

Mas a verdadeira guinada em sua vida veio com a estreia na direção de filmes, o que o fez render diversas críticas positivas, não muito comuns em boa parte de seus filmes anteriores. O primeiro longa na direção foi O Homem Sem Face (1993). Foi diretor também do bem avaliado Coração Valente (1995), e de um dos filmes religiosos mais conhecidos de todos os tempos, A Paixão de Cristo (2004), já com sequência confirmada em A Paixão de Cristo 2, em produção em 2017. Também teve boa recepção do público e crítica Até o Último Homem (2016).  Como ator, também teve papéis em filmes como O Fim da Escuridão (2010), Um Novo Despertar (2011), Plano de Fuga (2012) e na terceira parte da franquia Mercenários, em Mercenários 3 (2014).
De prêmios, os mais notáveis que ganhou foram os dois Oscars por Coração Valente, nas categorias Melhor Filme e Melhor Diretor. Pelo mesmo filme, também levou um Globo de Ouro por sua direção.

Imagem  Denis Villeneuve – “A Chegada”

Nascido em 1967, em Quebec, no Canadá, o cineasta coleciona excelentes avaliações em produções que dirigiu. Em sua obra mais recente, A Chegada (2016), conseguiu oito indicações ao Oscar 2017, nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Fotografia, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhor Design.  Bem antes disso, Villeneuve teve seu primeiro trabalho como diretor no curta-metragem documental Rew FFWd (1994), sobre um jovem fotógrafo em trabalho na Jamaica. Em seguida, dirigiu um dos trechos do longa Cosmos (1996), dividindo o posto com outros cinco realizadores. Mas o primeiro filme para chamar de seu foi o drama 32 de Agosto na Terra (1998).

Depois foi a vez de roteirizar e dirigir Redemoinho (2000) e, depois de um hiato de alguns anos, Polytechnique (2009), drama com Maxim Gaudette e Karine Vanasse. O reconhecimento chegou de vez em 2011, com Incêndios, indicado na categoria Melhor Filme Estrangeiro no Oscar.  A partir daí, ao iniciar os trabalhos em língua inglesa, o sucesso se instalou na carreira de Villeneuve, através da produção de grandes filmes, comofoi o caso de Os Suspeitos (2013), com Hugh Jackman, Viola Davis e Jake Gyllenhaal (com quem repetiu a parceira em O Homem Duplicado, no mesmo ano). Em 2015, porém, a recepção do suspense Sicario: Terra de Ninguém não foi tão boa quanto a dos anteriores, o que por sorte não se repetiu com bem-sucedido A Chegada (2016).

Para 2017, o diretor assumiu o comando da tão aguardada sequência de Blade Runner, intitulada Blade Runner 2049, que contará com Harrison Ford e Ryan Gosling no elenco.

 

Fonte: Adoro Cinema