harry-potter-wizards-unite-niantic-warner

[SN-GAMES] Harry Potter Wizards Unite

Olá Bruxos (ou Trouxas),

Hoje venho falar do, já confirmado, jogo de realidade aumentada mais esperado de 2018: “Harry Potter Wizards Unite”.

A Niantic trouxe este mês informações do seu novo jogo em parceria com a Warner Bros. Contudo gerou mais especulações do que material oferecido.

Oficialmente ele será baseado em Harry Potter e em todo o universo criado por J.K. Rowling, incluindo entrevistas e textos extras da autora.

Já que não temos muitas informações o que nos basta é esperar.

Até!

Site Oficial

Game: Link

Pottermore

Segue abaixo os dizeres oficiais do site:

“Explore as vizinhanças e as cidades do mundo real para descobrir artefatos misteriosos, aprenda a conjurar magias para encontrar criaturas lendárias e personagens icônicos pelo caminho”.

oculus-rift-rex

SpheraGames #06 – Que venha o Oculus Rift!!!

Olá geeks,

O mercado dos games nunca para de se renovar. Muitas dessas mudanças não passam de pequenas adaptações numa tecnologia já estabelecida, ou mesmo se resumem a implementações de ideias antigas que ainda não foram exploradas em todo seu potencial. Esses avanços são naturais nesse nicho e contribuem para que o mercado de games seja um dos mais rentáveis e crescentes em todo o mundo. Na última segunda-feira (28/03) mais um passo foi dado nesse progresso: Foi lançada a realidade virtual.

O Oculus Rift é um projeto da empresa Oculus, idealizado por Palmer Luckey, fundador  da empresa, e recebeu mais de 2,4 milhões apenas de financiamento coletivo no Kickstarter. Ao todo, o projeto custou mais de 91 milhões, e o produto final está chegando às lojas pelo preço de US$ 600.

Independente de especularmos se o produto fará sucesso ou não, ou mesmo se o preço está muito elevado para a realidade do jogador casual, é fácil concluirmos que a experiência com jogos eletrônicos está a um passo de mudar radicalmente. A realidade virtual, tão utilizada como algo futurístico em filmes e livros nas décadas de 80/90, chega ao mercado trazendo a promessa de redefinir o que entendemos como “jogabilidade”.

Vale dizer que outras “novidades” já surgiram com essa mesma premissa no passado e falharam por diversos motivos (vide kinect), mas tenho a impressão que dessa vez será diferente. A busca por imersão pode ser observada não somente nos desenvolvedores, mas também no próprio consumidor final. Não é atoa que os maiores sucessos dos últimos anos tem sido os jogos gigantescos, que nos tiram da realidade por mais de 100 horas, e nos colocam na pele de personagens com personalidades, dramas pessoais, desejos e amizades. O jogador ”clama” por outras realidades que sirvam de fuga eficaz dos problemas do dia-a-dia, e a realidade virtual parece se encaixar como uma luva nesse cenário.

O Oculus Rift chega o mercado com uma biblioteca de mais 30 jogos, abrangendo diversas modalidades, como puzzle e exploração. Seus concorrentes,  o HTC Vive e o PlayStation VR também já estão prestes a entrar na disputa.

Vamos seguir acompanhando tudo isso aqui no SpheraGeek.

Erik de Oliveira

Projeto Espelho RPG

SpheraCast #04 – RPG, o Sistema é F@d# Parceiro!

Feed / iTunes / Android / Download / Como Assinar um Podcast

Geek’s, Caster’s e RPGistas,

Depois de um longo Hiato criativo, retornamos com o tema que acalenta nossos corações: RPG.

Este jogo fascinante que tomou/toma nosso tempo será destrinchado[s] por Thiago Simão, Ricardo Lopes, Bruno Gaspar, Renaldo Freitas e o convidado especial Raphael Barros. Saiba mais sobre o que é, como funciona, os tipos e histórias divertidas (ou não).

Sphera na Rede
Instagram e Twitter : @spherageek
Snapchat: spherageek

Links

A Liga – Reportagem sobre RPG

SpheraView #60 – Vidas ao Vento / Kaze Tachinu

maxresdefault

Geek’s, Cinéfilos e Otakus,

He Yôkoso, iremos hoje falar nada mais nada menos do que a ultima animação do fantástico diretor Hayao Miyazaki, que anunciou sua aposentadoria e sagrou este como sua ultima obra de arte.

Vamos para o que interessa!!!

Sinopse

Jiro Horikoshi, vive em uma cidade do interior do Japão. Um dia, ele tem o sonho de estar voando em um avião com formato de pássaro. A partir desse sonho, ele decide que construir um avião e colocá-lo no ar é a meta da sua vida dentro do período da 2ª guerra mundial.

https://www.youtube.com/watch?v=XD4k_T8ThWs&feature=youtu.be

Análise

Começo aqui lamentado que esta bela animação tenha perdido o Oscar 2014, para a animação da Disney Frozen.

Pulando isso vamos  começar pelo roteiro que está bem elaborado, que lentamente vai se encorpando e mostrando o seu recado.

Os personagens são bem definidos e mostrados naquilo que seja necessário e a fantasia e a realidade são sutilmente separadas, tendo como base o concreto.

A trilha sonora se encaixa perfeitamente e nos leva a adentrar no mundo oferecido.

É baseado em fatos reais, na vida do Jiro Horikoshi, e com isso temos uma viagem sobre os problemas e frustrações que o Japão passou no antes e durante 2ª Guerra Mundial e seu final surpreende.

O traço continua maravilhoso, não dando saudades das animações ultrarrealistas.

Romance, sonhos e uma dose de realidade, a receita mais que perfeita!

Links

 

Facebook do SpheraGeek

Pagina no Face do SpheraGeek

Email: spherageek@gmail.com

Nota Geral

Bonequinho nota 8

“Eu to voando…!!!”

vidas-ao-vento-hayao-miyazaki-the-wind-rises