TOP 5 – Board Games Baseados em Livros/Séries

​Fala pessoas,

Laíse do Boards e books (B&B) de volta pra falar mais sobre Jogos de Tabuleiro! Vamos a mais um TOP 5! Há 4 anos sou criadora e diretora do Projeto Educacional Oficinas Lúdicas, que tem por objetivo levar a ludicidade para o ambiente escolar através dos Jogos de Tabuleiro Modernos! Já testamos mais de 30 jogos e selecionei aqui os 5 maiores sucessos do projeto para, quem sabe, você professor, pai ou admirador da educação possa coloca-los em sua sala de aula ou, até mesmo, se divertir junto com a criançada!

 

5º Lugar – Ubongo

Ubongo_jogo_1

​Com certeza você já jogou Tetris, ou pelo menos já ouvir falar desse divertido jogo dos games antigos! Ubongo é inspirado nele, um verdadeiro quebra-cabeças abstrato! Cada jogador recebe 12 peças de formatos diferentes. Em cada rodada, os jogadores pegam uma placa com espaços vazios. Então, um jogador lança o dado especial do jogo e vira a ampulheta que serve como cronômetro. O resultado do dado é uma figura que está indicada na lateral da placa. Esta figura representa 3 peças (jogo básico) ou 4 peças (jogo avançado) que o jogador precisa para montar o quebra-cabeças corretamente e assim cobrir todos os espaços vazios da placa.

​Ubongo é um jogo dinâmico e tenso, porém extremamente divertido! Exige raciocínio rápido e muita noção espacial. Perfeito para crianças na faixa de 8 a 10 anos, mas diverte até os mais maduros e gamers!

 

4º Lugar – Ricochet Robots

Ricochet Robots 2

​Um jogo no qual cabe muita gente, pra jogar de grupão e queimar os neurônios, esse é o Ricochet Robots! O jogo vem com quatro tabuleiros de 2 lados que juntos, formam o tabuleiro central, uma sala grande com paredes espalhadas por ela. Em cima desse tabuleiro, são posicionados 4 robôs. A ideia de cada turno é levar um robô de determinada cor para um local selecionado randomicamente. O problema é que assim que o robô começa a se mover ele tem que continuar em linha reta até encontrar uma parede ou um outro robô que o pare. Com isso, os jogadores tem que descobrir várias sequências, movendo mais de um robô ao mesmo tempo, para conseguir levar o Robô ao seu destino.

​Parece complexo, num primeiro momento, entender como funciona, mas complexo mesmo é conseguir cumprir o objetivo de fazer o robô chegar lá com o menor número de movimentos possível. Apesar de parecer complexo, é viciante! Observar uma mesa de Ricochet Robots acontecendo é hilário, alguns minutos de silêncio absoluto e 100% de concentração e, de repente, alguém grita um número! As crianças amam o jogo, principalmente quem gosta de matemática, de lógica e de grandes desafios!

 

3º Lugar – Dixit

Dixit

​Um dos melhores jogos para exercitar a criatividade. Na vez de cada jogador, este escolhe uma de suas 6 cartas na mão (cada carta possui um desenho diferente) e dá uma dica sobre a arte da mesma, pode ser uma palavra, frase, mímica, cantar um música (qualquer coisa, o legal é ser criativo), após isso o jogador separa esta carta virada para baixo.

Os outros jogadores olham na própria mão e dentre suas 6 cartas, escolhem uma que melhor se encaixa naquela dica, separando junto com a carta do jogador da vez, também com a face para baixo. As cartas são embaralhadas e reveladas e os outros jogadores devem descobrir qual a carta do jogador da vez. Por meio de votação os pontos são distribuídos, dependendo se todos acertarem, nenhum acertar, ou alguma condição intermediária a isso. O jogador da vez busca justamente a condição que alguém erre e alguém acerte, ou seja, ele não pode dar uma dica nem muito fácil, nem muito difícil. O jogador que primeiro atingir 30 pontos vence.

A diversão desse jogo está em ser criativo e buscar entender o que os outro jogadores pensarão com a sua dica. Portanto, o Dixit não só diverte, mas trabalha a socialização e a criatividade.

 

 

2º Lugar – 7 Wonders

7 Wonders

​Sou bem suspeita pra falar pois este é o meu jogo favorito, mas sinceramente 7 Wonders é um jogão! Além de trabalhar questões históricas, como a evolução das civilizações e as maravilhas do mundo antigo, também trabalha muita matemática e dá ao jogador uma linha de pensamentos estratégicos extremamente ampla e diversificada.

​7 Wonders dura três eras. Os jogadores têm tabuleiros individuais com poderes especiais- “maravilhas”, onde são colocadas suas cartas. Em cada era, os jogadores recebem sete cartas, escolhem uma, e em seguida, passam o restante para um jogador ao lado (o que chamamos de Draft). Os jogadores revelam suas cartas simultaneamente, podendo fazê-lo de três maneiras: descartando-a para receber ouro, usando-a para evoluir a sua “maravilha” ou construindo-a e, para isso, deve pagar recursos (se necessário), momento em que há interação com os jogadores das cidades vizinhas através do comércio de recursos. Finalizada esta etapa, cada jogador escolhe uma das cartas restantes (aquelas que recebeu de seu “vizinho”), e o processo se repete até que seis cartas sejam utilizadas, o que configura o fim daquela era, momento em que existirá um combate com seus vizinhos. Depois de três eras, o jogo termina.

Em essência 7 Wonders é um jogo de cartas e desenvolvimento. Algumas cartas têm efeitos imediatos, enquanto outros oferecem bônus ou upgrades no decorrer do jogo; algumas geram descontos para compras futuras; algumas fornecem força militar para dominar os seus vizinhos e outras dão apenas pontos de vitória. Como no jogo você sempre sabe quais as cartas que o seu vizinho está recebendo, pode-se imaginar como as próximas escolhas deles poderão afetar o que você já construiu, fato que confere ao jogador mais domínio estratégico da partida.

 

1º Lugar – Pandemic

Pandemic

​É, ele não podia faltar. O grande sucesso do Oficinas Lúdicas, o jogo que todo mundo quer enfrentar, é sempre uma competição acirrada para ficar na mesa do Pandemic! Ciências, medicina, epidemiologia, geografia, atualidades… todos esses conteúdos podem ser trabalhados durante uma partida de Pademic. Sem dúvidas, é o grande sucesso das salas de aula!

​Em Pandemic, várias doenças virulentas eclodiram simultaneamente em todo o mundo! Os jogadores combatem a doença e assumem o papel de especialistas cuja missão é tratar os focos enquanto pesquisam a cura para cada uma das quatro pragas.

O tabuleiro do jogo mostra vários grandes centros populacionais na Terra. Em cada turno, um jogador pode utilizar até quatro ações para viajar entre cidades, tratar populações infectadas, descobrir uma cura ou construir uma estação de pesquisa. Um baralho de cartas fornece habilidades aos jogadores, mas espalhados por este baralho estão cartas de Epidemia! Estas cartas aceleram e intensificam a atividade das doenças.

Tomando um papel único dentro da equipe, os jogadores devem planejar a sua estratégia para combinar suas forças de especialistas, a fim de curar as doenças. Se uma ou mais doenças se espalha além da recuperação ou se decorrido muito tempo, todos os jogadores perdem. Se curar as quatro doenças, todos eles ganham!

 

Ai está, nosso segundo TOP 5! Quer ver mais sobre o Oficinas Lúdicas? Entra na nossa página oficial do Facebook e veja nosso trabalho! E não esquece de me acompanhar nas redes sociais, tamo junto!! E vamo que vamo!!

 

Laíse Lima – Boards e books

Acompanhe pelas redes sociais:

Fanpage Boards e books – boardsebooks

Oficinas Lúdicas – oficinasludicas

Twitter: @lailima19

Instagram: @lailima19

Ludopedia: lailima19

Snapshat: lailima19

Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/1236487